domingo, 11 de março de 2012

NEVALDO ROCHA


Nevaldo Rocha: um caraubense na Forbes

É de Caraúbas, interior do Rio Grande do Norte, o 20° mais rico do Brasil e ocupa a 491a. posição no mundo, segundo revista Americana Forbes. Nevaldo Rocha, hoje com 83 anos, fugiu de casa há exatas oito décadas para tentar a sorte em Natal. Teve sorte e padrinho. Com faro e jeito para os negócios, conseguiu acumular um patrimônio de U$ 2,5 bilhões de dólares, o que, segundo o próprio, declarou ao Novo Jornal, de Natal, "um verdadeiro prêmio", não pelo dinheiro, mas pela posição social. O principal destaque em fortuna em bilhões de dólares no Brasil é Eike Batista, que acumulou, no mercado de capital, fortuna de U$ 30 bilhões.
Nevaldo Rocha contou ao Novo Jornal que, ao chegar em Natal, por considerar que, depois de Deus, a melhor pessoa para se pedir ajuda era o governador, foi bater a porta do chefe de Estado, na época Rafael Fernandes. Não tinha um tostão no bolso. O governador não estava e terminou sendo recebido por Costa Fernandes, "Costinha", o tio do governador. Com estatura física raquítica e com sarnas no rosto, Nevaldo acredita que Costinha teve pena dele.
A história do menino de sardas no rosto foi contada por Costinha ao comerciante de relógios Moisés Fernann. Nevaldo contou que Moisés impôs uma condição para arranjar trabalho para ele: teria que ter onde dormir e comer. Costinha, então, teria intimado dois tios de Nevaldo que já moravam em Natal para dar comida e dormida ao menino. "E se eu chegasse atrasado, não comia mais", lembra o empresário em matéria contada ao Novo Jornal.
Os tios não deram atenção. Foram morar em outro local. Nevaldo arrumou uma pensão e começou a trabalhar na relojoaria, ganhando 100 mil reis por mês. Era pouco. Não dava para comer e pagar a estadia. O padrão aumentou para 120 mil e deu uma rede. Pagava também o café da manhã. Segundo Nevaldo Rocha, era gente muito boa. Nevaldo vendia relógio para os soldados americanos, que usavam Natal como base para o combate no Atlântico. Habilidoso com os negócios, começou a juntar dinheiro, aos poucos.
Um tempo depois, quando a Segunda Guerra Mundial terminou, Moisés Fernann precisou ir morar no Pernambuco e Nevaldo Rocha comprou o comércio de relógio. Assumiu o negócio. Essa história foi contada pela Revista IstoÉ. Os lucros foram também economizados. Em 1947, Nevaldo Rocha fundou a loja de roupas A Capital, em Natal. Outro sucesso de vendas. O negócio cresceu, criou corpo. Ficou robusto. Foi transformado no Grupo Guararapes.
Em 1979, o grupo comprou a rede Lojas Riachuelo, assim, expandindo-se para o mercado do comércio e varejo. Entre 1987 e 1989, centenas de trabalhadores se manifestaram exigindo melhores condições de trabalho, chegando a paralisar suas atividades na greve geral organizada pela CUT em 1987. Nessa época, tinha loja e fábrica de roupa em Mossoró. Já empregava milhares em várias capitais e cidades de médio porte.
A crise fez reduzir o número de fábricas, mas não o patrimônio. Na verdade, usou a habilidade para pagar as dívidas, que se aproximava dos R$ 50 milhões, e retomar os negócios com lucro. Pediu trégua aos credores de um ano, reorganizou as lojas Riachuelo pelo país e as desvinculou, em parte, do Grupo Guararapes. Comprou as marcas Wolens e Pool. Atualmente, tem fábricas em Fortaleza, São Paulo e Natal, onde emprega aproximadamente 40 mil pessoas, sendo que dessa quantidade 50% em Natal, onde também é dono do Shopping Midway Mall.
O caraubense se mostrou surpreso e orgulhoso com seu nome relacionado na Revista Forbes. "É um verdadeiro prêmio. De tantos brasileiros, do Rio até Manaus, eu ser o mais destacado é uma satisfação muito grande. É um reconhecimento ao meu trabalho. E não é nem pelo fato do dinheiro; é pela posição", relatou aos repórteres Louse Aguiar e Ney Douglas do Novo Jornal.

FONTE: JORNAL DE FATO, MOSSORÓ-RN

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

ANTÔNIO GENTIL DE SOUZA


ANTÔNIO GENTIL DE SOUZA, natural de Campo Grande, nasceu no dia 20 de outubro de 1947, casado com a Marluce Bezerra de Souza, ainda jovem, sai de sua terra natal em direção à capital, fugindo da seca que castigava os sertanejos, mostrou como o trabalho e a perseverança pode levar um atendente de serviços gerais a ocupar o posto de diretor de uma empresa, e, posteriormente a se tornar um dos maiores empresários do setor varejista do Rio Grande do Norte.
Em seu histórico profissional um início modesto como auxiliar de serviços gerais, passando a vendedor, gerente e sócio diretor da Camisaria União, diretor Presidente da Toni Modas, posteriormente a empresa que deu nome a Botton, marca do vestuário masculino que abastece mais de cem lojas multimarcas no Nordeste. Franqueado e criador das Lojas O Boticário que é hoje a maior rede de perfumaria e cosmético do mundo, com presença nos cinco continentes, a primeira loja foi aberta na década de oitenta, e se multiplicou na grande Natal, atualmente são dezoito lojas no Rio Grande do Norte. É também possuidor e sócio da Seguradora BRJM empresa do braço financeiro do grupo J. Maluceli.

Como sindicalista foi, por várias vezes, diretor do Sindicato dos Comerciários. Dentre os vários cargos posso destacar o de Presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Norte no biênio 86, 88, realizando então em sua gestão a 20ª Convenção Nacional de Dirigentes Lojistas do Brasil, com a inauguração do Centro de Convenção de Natal, evento este que marcou o despontado turismo potiguar.

Destacamos também algumas de suas filosofias empresarias, bem como algumas de suas obras literárias: “Tudo o que se compra com dinheiro é barato; caro é respeito, honra, dignidade que não se encontra nas prateleiras do supermercado.” “A receita do sucesso é trabalhar muito, dormir tarde e acordar cedo.” “Procure desenvolver a capacidade de se antecipar aos acontecimentos.” “É melhor dormir com fome do que acordar devendo.” “E a prosperidade dos negócios está em fazer mais com menos.” As edições literárias destacamos; O Rio Grande do Norte é um Grande Negócio, Monografia Histórica e Geográfica do Município de Campo Grande no Rio Grande do Norte, Cleto Souza escrivão poeta e boêmio, do Rio Grande do Norte para o Maranhão.

Antônio Gentil que nunca esqueceu sua terra amada construiu e fundou e mantém, o Espaço Cultural Cleto Souza, a entidade possui biblioteca, pinacoteca, museu, escola de informática, música e artesanato, além disso, realiza seminários, palestras, treinamentos e encontros que alavanca o desenvolvimento das crianças e jovens. Fundada há 13 anos o Espaço foi doado e hoje integra a Casa de Cultura Popular de Campo Grande, Projeto da Fundação José Augusto.

Antonio Gentil também Fundou a SAGE Cosméticos do Maranhão Ltda, hoje responsável pela consolidação da marca O Boticário na grande São Luís, articulador da implementação de novos negócios naquele Estado, e defensor de futuros investimentos em São Luís e cidades pólos do Maranhão.
FONTE: INTERNET

segunda-feira, 19 de julho de 2010

PEDRO ALCÂNTARA DE LIMA

O empresário potiguar Pedro Alcântara Lima, natural de São Miguel-RN, sempre sonhou em ser fazendeiro. Egresso de uma família humilde do interior do Rio Grande do Norte, ele queria distância da vida dura levada pelo pai, João Alves de Lima, um pequeno vendedor de café da região. Diariamente, Lima montava no lombo de um burro para vender os grãos aos cerca de 25 mil habitantes da cidade de São Miguel, a 520 quilômetros de Natal, onde a família morava. Até que, já na faculdade de agronomia, em meados dos anos 80, Pedro percebeu que o campo não era assim tão interessante — e decidiu juntar-se ao pai no negócio de venda de café. Nascia assim a Santa Clara. Passadas duas décadas, a empresa fatura 1,3 bilhão de reais ao ano. Em julho de 2008 — mesmo sem jamais ter plantado um único pé de café — assumiu a liderança brasileira no setor, segundo dados da consultoria Latin Panel, com 19% de participação (o primeiro lugar na Região Nordeste veio alguns anos antes, em 2000). “Jamais imaginei que poderia construir uma empresa com essas dimensões”, afirma Pedro Lima, presidente da Santa Clara. “Mas descobri que não tenho talento nenhum para a agricultura. Meu negócio é o comércio.”

MARCELO ALECRIM

A trajetória marcante do empresário começou em 1976, quando trabalhava no posto de gasolina do pai, em Canguaratema, uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Norte. Depois de entrar para faculdade de administração, investiu seus esforços em expandir os negócios do pai. Em cinco anos, quintuplicou as vendas. Em 1996, fundou a Satélite Distribuidora de Petróleo (SAT) e passou a atender a demanda dos pequenos postos, um nicho de mercado que não era favorecido pelas grandes distribuidores de combustíveis.

Em 2002, quando o Brasil acumulava um dos piores níveis no risco-país, o empresário conquistou investimentos internacionais para a SAT, com uma associação ao Darby Overseas Investments Ltda nas Américas, instituição norte-americana que investia um fundo de receita fixa e um fundo de serviços financeiros em companhias da América Latina com potencial para superar a média dos maiores mercados americanos e europeus. Alecrim transformou a negociação em oportunidade de crescimento para a companhia. Em 2006, a empresa se uniu à ALE Combustíveis.

ALE

A ALE é a quarta distribuidora de combustíveis do Brasil, filiada ao Sindicom (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes). Com uma rede de cerca de 1.700 postos em 22 estados brasileiros, a companhia fechou 2009 com faturamento da ordem de R$ 7 bilhões. Por mês, a empresa, que gera 12 mil empregos diretos e indiretos, comercializa e distribui 350 milhões de litros de combustíveis a 5 mil clientes.

Em 2008, a ALE adquiriu os 327 postos da multinacional Repsol no Brasil e concluiu a aquisição da distribuidora catarinense Polipetro, com 130 postos nos estados de Santa Catarina e Paraná. Esses negócios aceleram os planos da companhia de atingir, em 2012, faturamento de R$ 8,1 bilhões e uma rede com 2.500 postos.

Quem sou eu

Minha foto
ESTE É O 9º BLOG DO PORTAL OESTE NEWS, CRIADO PELO STPM DA RR PM JOTA MARIA, DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

Minha lista de blogs